Tenente Portela, 63 anos - Ainda falta muito

20/08/2018

Foto: Jalmo Fornari
Foto: Jalmo Fornari

O município de Tenente Portela completa neste dia 18 de agosto, 63 anos de história de emancipação política administrativa. Durante os últimos dias ocorreram no município uma série de eventos para marcar a passagem da data.

Tenente Portela vem em amplo crescimento nos últimos tempos. Provavelmente os dados do próximo Censo vão demonstrar um crescimento populacional, o que dificilmente ocorre nos municípios da Região Celeiro que têm enfrentando uma queda neste índice nos últimos anos.

Visualmente nota-se que a área de construção civil é uma das que mais cresce. Todos os dias há uma obra nova, como prédios de apartamentos que estão modificando o cenário urbano e casa que estão elevando os espaços urbanos e abrindo fronteiras concretadas e modificando o desenho arquitetônico do município.

Na área de saúde o Hospital Santo Antônio abriu um grande espaço para esse setor. A instituição já é a maior empregadora do município, e é um causador de geração de movimento no centro da cidade já que atrai pacientes de várias partes do estado. Ligados diretamente ao hospital dois tipos de comércios se beneficiaram: Farmácias e restaurantes.

No entanto, mesmo com todas essas possíveis de positividades que poderiam dar um amplo impulso para o crescimento do município, estão garroteadas pela falta de inspiração e iniciativa do poder público municipal que pouco fez no sentido de gerar emprego e renda para os munícipes, tanto que o índice de desempregados é alto em Tenente Portela.

O setor primário que sempre foi o alicerce da economia local também tem sofrido com a falta de investimentos públicos nessa área, tanto é que não são raras as reclamações de estradas e se comparado com outros municípios percebe-se que Tenente Portela está ficando para trás.

Em resumo, o município cresce por iniciativa privada e em especial em volta do empreendedorismo empresarial e do crescimento do Hospital Santo Antônio, mas tem esse crescimento ancorado pela falta de inspiração, criatividade e inciativa do poder público que poderia fazer mais. Os 63 anos de Tenente Portela deve servir também como reflexão.